Menopausa e a saúde do coração

UFA!

young woman painting a red heart on the wall

Demorei alguns minutos para tirar as teias de aranha desse blog. Leitores amados, se o câncer consome tempo para ser tratado, imaginem uma pessoa em remissão, tentando conquistar o mundo, estudando para o mestrado, para um concurso, fazendo pilates, ballet, praticando corrida de rua, ecoturismo, planejando exames de rotina, consultas médicas e ainda trabalhando. Saudades de estar doente eu não tenho, agora daquele dia pós quimio que eu me sentia bem e pronta para conquistar o mundo, mas podia ficar em casa vendo seriado…. AHHH good old days!

Momento pós desabafo (#falaissonaterapianãoparaosleitoresdoblog) vamos falar do que interessa, a saúde do coração da mulher na menopausa. Eu não tenho formação médica, mas se tem algo que faço bem, é pesquisa. Faço quase um questionário nas minhas consultas com a equipe que me acompanha e uma boa pesquisa no google (de fontes confiáveis s-e-m-p-r-e), para escrever qualquer coisa aqui.

Quando meu oncologista ginecológico disse que eu não ia fazer reposição hormonal e que isso, no futuro, poderia ser prejudicial para o meu coração, já imaginei a cena eu tenho um psirico.

Psirico no Celinha style

Meu médico me disse então, que o risco de doenças cardiovasculares costuma ser maior nos homens, mas a chance se iguala em ambos os sexos quando a mulher chega à menopausa, ou seja, quando ela para de produzir os hormônios femininos que fazem a manutenção do revestimento dos vasos sanguíneos.

O Dr. Abraham Pfeferman, cardiologista do Hospital Albert Einstein, diz que a falta de sintomas no organismo feminino ou sintomas não típicos da doença preocupam muito os médicos. Complementa que: “A mulher não sente aquela dor característica no peito. Sente apenas cansaço, náuseas, dor na parte superior do abdome, nas costas e no pescoço. Isso dificulta na hora do diagnóstico e o problema cardiovascular pode até mesmo passar despercebido”.

Mas então não seria mais fácil repor os hormônios?

Em pacientes oncológicos de ovário e mama, isso não é muito indicado de acordo com os médicos do A.C. Camargo cancer center, já que pesquisas atuais lá no quebrados do Japão indicam que existe uma relação entre reposição hormonal e um recidiva em mulheres que já tiveram câncer de ovário e mama.

Cada local de tratamento tem a sua postura perante à reposição. Quem está correto? Só o tempo vai dizer.

Então mulherada vivendo a menohell (sugestão de nome de uma leitora que mora nos EUA) “bora” cuidar da saúde do coração e dá para fazer isso seguindo os passos a baixo bem simples.

  1. Ame-se e ame a todos que puder! Quem não der para amar, paciência né?!
  2. Dieta equilibrada, ou seja, comer aquele brigadeiro mara em uma festa infantil no fim de semana e arrasar naquela salada colorida.
  3. Fazer tudo que puder para manter o peso ideal e isso não é só estar com um número baixo na balança. Procure um endocrinologista e veja quais são seus índices de massa magra e massa gorda para determinar quais devem ser seus índices saudáveis.
  4. Praticar exercícios regularmente. O céu é o limite, vá correr, caminhar, andar de bicicleta, nadar, aprender a dançar e mil coisas mais.
  5. Se der para deixar de fumar, maravilha para você!
  6. Acompanhe de perto os índices de colesterol e a pressão arterial com exames de sangue super simples, xô medo de agulha!

Fontes:

http://www.einstein.br/einstein-saude/em-dia-com-a-saude/Paginas/coracao-de-mulher.aspx

http://cienciahoje.uol.com.br/revista-ch/2015/328/menopausa-das-teorias-evolucionarias-aos-mecanismos-cerebrais

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s